Senadores gastaram R$ 3,58 milhões com abastecimentos entre 2019 e 2021

Pouco mais de dois anos e meio foram suficientes para que 102 senadores gastassem juntos R$ 3.579.615,68 do dinheiro público da verba indenizatória, apenas com abastecimento de veículos e aeronaves.

Diferentemente das regras da Câmara, o Senado Federal permite que seus parlamentares utilizem até 100% de suas verbas com combustíveis e lubrificantes, o que foi quase uma verdade absoluta para o líder do ranking, o ex-senador e atual ministro chefe da Casa Civil Ciro Nogueira (PP-PI).

Dono de aeronaves, Ciro destinou ao longo dos anos quase a totalidade de sua verba com combustíveis de aviação, o AVGás.

Leia também:
Deputados devolvem R$ 34 mil após denúncias da Operação Tanque Furado
RobOps agora tem forma e movimento

Mesmo tendo saído do Senado para assumir cargo no governo Bolsonaro, um dos caciques do centrão dificilmente deixará a liderança do ranking até o final de 2022. Isso porque os R$ 570 mil gastos até o momento representam mais que a soma do total dos gastos do 2º e 3º colocados.

Apesar de monumentais, os gastos são legais.

Mas nem todos.

Em breve publicaremos o relatório da Operação Tanque Furado 4, com as auditorias realizadas nas despesas de senadores com combustíveis e lubrificantes, dos anos de 2019 e 2020.

Aguardem!

Por hora, veja o ranking dos 20 maiores gastadores de combustíveis do Senado.

Acesse o ranking completo aqui.

Publicado por Big

Ativista Digital, jornalista, blogueiro, vlogueiro e nas horas vagas, músico .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s