Relatórios

O Instituto OPS trabalha, também, na elaboração de estudos que apresentam a realidade de órgãos públicos quanto à transparência e políticas de remuneração.

TRIBUNAIS DE JUSTIÇA
Relatório sobre a transparência públicos nos tribunais de Justiça do país

Clique na imagem para acessar o documento

Levantamento protocolizado no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no dia 12 de agosto de 2020, solicitando adoção de medidas permanentes por parte de todos os Tribunais de Justiça Estaduais brasileiros, no sentido de promover melhorias em seus portais de transparente, notadamente quanto à folha de pagamento, para adequação à Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011). (Clique aqui)

TRIBUNAIS DE CONTAS DO CENTRO-OESTE
Combate a privilégios no setor público – um retrato dos Tribunais de Contas – Região Centro-Oeste

Este é o primeiro de uma série de levantamentos minuciosos sobre como e quanto recebem conselheiros, auditores dos Tribunais de Contas da região centro-oeste, além dos procuradores do Ministério Público que atuam nesses tribunais. Revelou-se uma infinidade de penduricalhos que saltam aos olhos de qualquer trabalhador brasileiro. O estudo ainda mostra o grau de transparência encontrado nesses órgãos. (Clique aqui)

TRIBUNAIS DE CONTAS DA REGIÃO SUL
Combate a privilégios no setor público – um retrato dos Tribunais de Contas – Região Sul

Este é o segundo relatório da série de levantamentos minuciosos sobre como e quanto recebem conselheiros e auditores dos Tribunais de Contas do País e o grau de transparência encontrado nesses órgãos.
Aqui apresentamos os dados da região sul e que você pode acessar gratuitamente. (Clique aqui)

TRIBUNAIS DE CONTAS DA REGIÃO SUDESTE
Combate a privilégios no setor público – um retrato dos Tribunais de Contas – Região Sudeste

O terceiro relatório elaborado pelo Instituto OPS em parceria com o IFC e Associação Contas Abertas mostra, uma vez mais, como e quanto recebem conselheiros e auditores dos Tribunais de Contas do país e o grau de transparência encontrado nesses órgãos.
Os dados da região sudeste não fogem ao que já foram encontrados nos demais estados. Para ter mais informações basta clicar aqui e para obter gratuitamente o relatório, o link é este.

Em breve os relatórios das demais regiões do país e do TCU.