250 mil jornais, 10 mil livros, tudo é pago com a verba indenizatória

Para divulgar o mandato, o deputado Raimundo Costa (PL-BA) usou R$ 105,9 mil de sua verba indenizatória, dinheiro público disponível para o custeio de despesas exclusivas de mandato, para confeccionar 250 mil jornais que, de acordo com sua assessoria, possui 16 páginas. A quantidade equivale à tiragem de três dias do jornal Folha de SãoContinuar lendo “250 mil jornais, 10 mil livros, tudo é pago com a verba indenizatória”

Eleito em RN, deputado usa verba pública para viajar a São Paulo

Fábio Faria (PSD), eleito para o quarto mandato seguido na Câmara dos Deputados pelo estado do Rio Grande do Norte, usou mais de R$ 70 mil de verba pública em 2019 para fazer viagens a São Paulo, local onde reside sua esposa Patrícia Abravanel, filha de Sílvio Santos. O dinheiro utilizado é o da verbaContinuar lendo “Eleito em RN, deputado usa verba pública para viajar a São Paulo”

O desrespeito às leis por parte da ALMT

Dinheiro público utilizado sem qualquer prestação de contas à sociedade. Isso pode parecer uma verdade de 30 ou 40 anos atrás, mas não é. No Dia Internacional de Combate à Corrupção, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso é exemplo de gestão avessa à transparência pública, fundamental recurso para se combater a corrupção. Para tentar minimizarContinuar lendo “O desrespeito às leis por parte da ALMT”

Após auditoria da OPS, deputado Tiririca assume uso pessoal de dinheiro público

Depois dos indícios de irregularidades encontradas durante fiscalizações realizadas pelo Instituto OPS nos bilhetes de passagens aéreas do deputado Tiririca (PL-SP), e das representações feitas contra o parlamentar no TCU e MPF, o parlamentar confessou que fez viagens para visitar familiares com dinheiro público. Até a conclusão das auditorias da OPS, ficou constatado que oContinuar lendo “Após auditoria da OPS, deputado Tiririca assume uso pessoal de dinheiro público”

Colaboradores da OPS enviam mais de 3 mil e-mails a deputados de MS

Após encontrar irregularidades na prestação de contas de alguns deputados estaduais de Mato Grosso do Sul, o Instituto OPS colocou em produção mais uma ferramenta de inclusão de cidadãos no controle social, a nova versão do E-mailzaço. O recurso permitiu o envio de 3.312 e-mails endereçados aos 24 deputados, uma média de 138 e-mails disparadosContinuar lendo “Colaboradores da OPS enviam mais de 3 mil e-mails a deputados de MS”