Shows pagos por prefeituras precisam ser investigadas e você pode ajudar

Recentemente a mídia repercutiu vários casos de shows milionários pagos com recursos públicos de prefeituras que muitas vezes alegam não ter recursos para investir o mínimo em Educação, Saúde e Segurança. Se você suspeita da contratação de algum show musical bancado pela prefeitura de seu município, saiba que o Instituto OPS abriu um canal exclusivo … Continue lendo Shows pagos por prefeituras precisam ser investigadas e você pode ajudar

Descumprimento das Lei de Acesso à Informação. O que fazer?

A Lei Federal Nº 12.527/2011 e a LC 131/2009 foram criadas para dar transparência dos atos do poder público aos cidadãos, os verdadeiros mantenedores do Estado. No Brasil, porém, existem as leis que "pegam" e as que "não pegam". A verdade por trás disso é a existência, muitas vezes, do desrespeito e do descaso do … Continue lendo Descumprimento das Lei de Acesso à Informação. O que fazer?

Deputado devolve dinheiro aos cofres públicos depois da atuação do Instituto OPS

Deputado Alexandre Leite (DEM-SP) foi obrigado a devolver R$ 1.895,61 aos cofres públicos depois que o Instituto OPS encontrou ilegalidades em sua prestação de contas com a verba indenizatória. Contando com verba superior a R$ 37 mil mensais para o custeio exclusivo de seu mandato, o deputado paulistano resolveu incluir por conta própria a assinatura … Continue lendo Deputado devolve dinheiro aos cofres públicos depois da atuação do Instituto OPS

Deputado usa dinheiro público para bancar a mansão onde mora

Alegando se tratar de despesas de mandato, deputado estadual de Mato Grosso do Sul Evander Vendramini (PP) usa dinheiro público para pagar o aluguel da mansão onde mora em Campo Grande. A prática não é permitida pela Assembleia Legislativa de MS. Além do aluguel de R$ 6,5 mil, despesas com telefonia, IPTU, água e luz … Continue lendo Deputado usa dinheiro público para bancar a mansão onde mora

Viagens a passeio com verba pública é permitido, reafirma MPF

Ministério Público negou desarquivar o inquérito sobre o caso envolvendo diversas viagens a passeio do deputado Tirirca para Fortaleza que foram bancadas com dinheiro publico. Em dezembro passado o Instituto OPS recorreu da decisão do MPF de arquivar o procedimento por não concordar com o entendimento de que é regular pagar passagens com a verba … Continue lendo Viagens a passeio com verba pública é permitido, reafirma MPF

Instituto OPS aciona CNMP contra arquivamento da Operação Advogado do Diabo

O Instituto OPS protocolou no último dia 18, junto ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), pedido de providências referentes ao arquivamento da representação protocolada no MPF que pedia uma investigação sobre contratos celebrados entre parlamentares do Congresso Nacional e seus advogados, pagos com recursos públicos, que foram levantados no âmbito da Operação Advogado do … Continue lendo Instituto OPS aciona CNMP contra arquivamento da Operação Advogado do Diabo

Deputado usa verba pública para assistir campeonatos de futebol

A verba indenizatória foi criada para custear despesas exclusivas de mandato, mas o deputado Alexandre Leite (DEM-SP) resolveu expandir o rol dessas despesas reembolsáveis e contratou um serviço extra da empresa Claro, o pacote com canais exclusivos de futebol. Tem as séries A e B, e ainda os campeonatos do Rio de Janeiro, São Paulo, … Continue lendo Deputado usa verba pública para assistir campeonatos de futebol

Verba pública – deputado Túlio Gadêlha paga caro para alugar computadores

Utilizando verba pública, deputado Túlio Gadelha (REDE-PE) aluga equipamentos de informática em valores bem superiores aos praticados no mercado. Apenas seis meses de aluguel seriam necessários para adquirir os dois computadores e a impressora laser utilizados no escritório do parlamentar. O contrato foi fechado com a empresa 2WS que já faturou R$ 126,4 mil desde … Continue lendo Verba pública – deputado Túlio Gadêlha paga caro para alugar computadores

Notas sem validade já custaram mais de R$ 2,5 milhões à Câmara

Ao menos treze parlamentares da Câmara dos Deputados foram ressarcidos por despesas cujas notas fiscais não possuem validade fiscal. O prejuízo aos cofres públicos pode ultrapassar R$ 2,5 milhões. Se preferir, assista Parlamentares têm à disposição uma verba pública comumente chamada de "cotão" para o custeio de seus mandatos. Locação de imóveis, carros, aviões, barcos, … Continue lendo Notas sem validade já custaram mais de R$ 2,5 milhões à Câmara

O seu dinheiro está pagando quase R$ 15 mil por mês com escritório de senador

O Instituto OPS inicia com esta publicação a série de informativos intitulada "O seu dinheiro está pagando...", que tem a finalidade de mostrar à sociedade como o dinheiro público da verba indenizatória é utilizado por parlamentares do Congresso Nacional e de outras casas legislativas do país. Se preferir, conheça o caso em vídeo clicando aqui! … Continue lendo O seu dinheiro está pagando quase R$ 15 mil por mês com escritório de senador