Verba pública – deputado Túlio Gadêlha paga caro para alugar computadores

Verba pública – deputado Túlio Gadêlha paga caro para alugar computadores

Utilizando verba pública, deputado Túlio Gadelha (REDE-PE) aluga equipamentos de informática em valores bem superiores aos praticados no mercado. Apenas seis meses de aluguel seriam necessários para adquirir os dois computadores e a impressora laser utilizados no escritório do parlamentar.

O contrato foi fechado com a empresa 2WS que já faturou R$ 126,4 mil desde novembro de 2019. Dentre os itens locados estão dois computadores que custam no mercado nacional em torno de R$ 6,9 mil. A locação apenas desses computadores custa por mês aos cofres públicos R$ 1,1 mil, cada.

Para efeito de comparação, o deputado Pedro Augusto Palareti (PSD-RJ) paga por mês R$ 125 por cada um dos onze computadores locados da empresa Kolke e que custam R$ 2,5 mil, cada. Se fosse permitido comprar os equipamentos, com o valor mensal do aluguel o deputado Palareti levaria 20 meses para adquiri-los, enquanto Túlio precisaria de apenas 6 meses.

Os computadores

Após solicitar o detalhamento dos equipamentos à Câmara, via Lei de Acesso à Informação, descobriu-se que cada um dos dois computadores locados por R$ 1.161,48 são compostos de processador Intel i7, 16Gb RAM, SSD de 480Gb, monitor de 29, teclado e mouse padrões da marca Microsoft.

Em consulta ao site da gigante Dell, verificou-se que um equipamento com configuração similar custa R$ 6,9 mil, o que representa menos de 6 meses da locação.

No contrato ainda consta uma impressora à laser que é encontrada no mercado por R$ 2,5 mil. Ela está locada por R$ 450 mensais ao deputado, ou seja, seis meses também seriam suficientes para pagar a impressora.

Legalidade

Sem autorização para realizar a compra, o jeito encontrado pelos parlamentares é alugar computadores, periféricos, além de equipamentos de áudio e vídeo, o que está previsto nas regras da verba indenizatória. Não há, porém, qualquer limite de gastos dentro da cota.

Verba indenizatória

Criada para ajudar no custeio de mandatos parlamentares, a verba indenizatória é um recurso público disponível aos parlamentares da Câmara dos Deputados e do Senado que precisam apenas apresentar a nota fiscal da despesa – em alguns casos apenas um recibo – e assinar um termo de responsabilidade para que o dinheiro seja liberado.

Regras pouco criteriosas permitem que gastos possam ser realizados sem qualquer tomada de preços, o que muitas vezes resulta em contratos superfaturados e no desperdício de dinheiro do contribuinte.

Veja abaixo a descrição dos equipamentos e seus respectivos comprovantes de locação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s